escova de carvão

Quando devo trocar a Escova de Carvão das ferramentas elétricas?

Com o tempo e a frequência de uso, é normal que as ferramentas elétricas diminuam o desempenho e, muitas vezes, o motivo é o desgaste natural da Escova de Carvão. Por isso, a troca desse componente garante a manutenção da performance do seu equipamento e ainda, evita falhas no uso, aumento da vida útil e maior segurança na operação.

Escovas de Carvão para motores elétricos são responsáveis por realizar as funções elétricas e mecânicas de ferramentas como furadeiras, serras, esmerilhadeiras e tantas outras. O processo acontece por duas correntes: alternada (CA) e contínua (CC), que reagem através das fibras de carbono encontradas na escova de carvão, conduzindo a corrente elétrica dentro da peça, até chegar ao motor elétrico e permitir o seu funcionamento.

Com o passar do tempo, é normal que o carvão se desgaste, já que o produto é mineral e consumível de acordo com a frequência do uso, diminuindo seu tamanho original. Isso faz com que a energia que é levada ao motor elétrico perca a potência, comprometendo o desempenho da ferramenta. Nesse momento, é necessária a simples troca da Escova de Carvão. Mas, com qual frequência devemos fazer a substituição desse componente?

Vale sempre lembrar que não existe um tempo ideal recomendado para a substituição das escovas, dependendo de diversos fatores, como a frequência do trabalho, o uso adequado, manutenção e armazenamento corretos. No entanto, é possível acompanhar o desgaste do componente, pois haverá a queda gradual no desempenho.

Quando perceber esse cenário em sua ferramenta elétrica, o recomendado é levar o equipamento até uma Assistência Técnica autorizada pelo fabricante para a correta manutenção. Abaixo, listamos alguns detalhes importantes para ficar atento, confira!

Cuidados para a troca da Escova de Carvão

– É indicado que a troca das Escovas de Carvão seja realizada por componentes da mesma marca do equipamento, pois seguem as mesmas normas de qualidade em cada etapa do processo;

– Além da marca, verifique se o tamanho está adequado ao modelo de sua ferramenta;

– Não utilize réplicas dos modelos de escovas, pois caso tenham sido produzidas com matéria prima de baixa qualidade, podem ser mais rígidas, ocasionando diversos problemas na ferramenta;

– Não troque apenas uma das escovas. O ideal é realizar a substituição do conjunto de todas as escovas do equipamento juntas, garantindo o melhor aproveitamento e máxima performance.

– Em uma indústria ou oficina, mantenha uma rotina e cronograma de verificação, evitando uma repentina parada na produção.

Gostou das dicas? Surgiu uma dúvida nova? Deixa para a gente nos comentários que responderemos assim que possível, e quem sabe preparamos um conteúdo especial para o Blog com a sua sugestão de tema! 😉

Continue a visita por aqui e leia também as dicas que separamos para você saber como escolher a sua Ferramenta Elétrica!

Quer conhecer os equipamentos e marcas disponíveis na FG? Consulte nosso catálogo online ou faça uma visita na loja mais próxima de você!

Nossa equipe de vendas está sempre disponível com um atendimento técnico e consultivo para lhe ajudar a encontrar a melhor opção para seu trabalho ou hobby!